danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Fórum sobre Mobilidade Urbana.

with one comment

Fórum sobre Mobilidade Urbana em Florianópolis termina com baixa participação de autoridades

Evento internacional contou com especialistas mundiais que trataram sobre sistemas de transporte coletivo, uso do carro e ciclovias

Fórum foi realizado no teatro Pedro Ivo, na SC-401 

A segunda edição do Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana, realizado na Capital na terça (26) e quarta-feira (27), no teatro Pedro Ivo, na SC-401, terminou com a entrega de certificados de participação para cerca de 200 pessoas, mas muito pouco se viu a presença das autoridades locais, quem realmente tem poder de decisão para mudar o cenário da imobilidade urbana vivida na cidade.

A organização do evento afirmou ter convidado diversas autoridades municipais, estaduais e federais que não precisariam desembolsar de R$ 190 a R$ 790, como fizeram os demais participantes, para presenciar os debates com os maiores especialistas do mundo no assunto. Da prefeitura, quem esteve o tempo todo no teatro Pedro Ivo foi a diretora de Planejamento do Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), a arquiteta Vera Lúcia Gonçalves da Silva, que, atenta, usou o telefone celular para gravar os diálogos dos palestrantes.

No entanto, uma comitiva da Prefeitura da Capital está se organizando para participar do quinto Congresso Mundial da Rede Cities For Mobility, em Stuttgart, na Alemanha, entre os dias 3 e 5 de julho deste ano. Naquele país, os representantes da Capital catarinense se farão presentes para discutir soluções de mobilidade e também receber o prêmio que a Prefeitura de Stuttgart planeja entregar em razão do acordo de cooperação entre as duas cidades, realizado há cinco anos.

Secretário argentino quer implantar ciclovias

O fórum realizado em Florianópolis chamou a atenção de pessoas de outros municípios e Estados brasileiros e até do exterior. Moradores de Goiânia, Bahia e de cidades catarinenses, como Blumenau e Joinville, participaram dos debates. O secretário de Governo da Prefeitura de Júnin, na Argentina, Mauro Gores, fez pessoalmente a inscrição e acompanhou todas as discussões.

Júnin, uma cidade de cem mil habitantes, não tem sistema de transporte coletivo. De acordo com Gorer, os moradores se deslocam apenas por meio de carros e motos. “Vim participar do fórum porque a questão da mobilidade urbana tem que ser prioridade para os governos locais que devem pensar nas pessoas. A ideia que levo daqui é a ciclovia. Vou propor a fomentação do uso de bicicleta com a estruturação de ciclovias em toda a cidade”, contou o secretário argentino.

Estudo de demanda viária é fundamental

Para amenizar os problemas de trânsito na cidade, a especialista e professora da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), Giselle Xavier, acredita ser fundamental estudo técnico de demanda viária, executado e financiado pelo poder público. “O transporte público não funciona se não se souber para onde as pessoas querem ir”, afirmou, durante o painel “A questão da mobilidade urbana nas cidades catarinenses”, na tarde de quarta-feira.

Há quem defenda também a participação do setor privado, por meio de concessões e parcerias público-privadas. “Resolver os problemas de mobilidade urbana custa bilhões de reais, por isso acredito que a iniciativa privada deveria participar do processo”, observou o presidente da Comissão de Transportes e Mobilidade Urbana da OAB-SC, Fernando Augusto Ferreira Rossa.

Promover mobilidade e sustentabilidade nas cidades com o incentivo ao uso da bicicleta também ganhou destaque nas palestras de quarta. “Há uma demanda reprimida de pessoas que gostariam de deixar o carro em casa para ir ao trabalho ou universidade de bicicleta, mas as pessoas têm medo de pedalar por causa da velocidade dos automóveis e da falta de ciclovias”, alertou o presidente da ViaCiclo (Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis), Daniel de Araújo Costa.

“Mudança nem sempre se faz por consenso”

Um dos maiores especialistas em promoção do uso da bicicleta no mundo, o diretor-executivo da 8-80 Cities, do Canadá, Guillermo Peñalosa, fechou o Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana em Florianópolis com a palestra gratuita “Bicicleta – da Recreação à Cidadania”. A 8-80 Cities é uma organização que trabalha pelo incentivo das caminhadas e pedaladas em todos os lugares públicos. Na filosofia da 8-80, uma criança de 8 anos e um idoso de 80 anos precisam ter as mesmas condições e oportunidades de caminhar e andar de bicicleta pela cidade como tem um adulto de 30 anos. Se assim  for, é porque a cidade oferece uma boa mobilidade à população.

“Desenvolver estruturas para pedestres e ciclistas é demonstrar respeito perante os cidadãos”, afirmou Peñalosa. Segundo ele, a estruturação da malha cicloviária nas cidades passa obrigatoriamente pela diminuição da velocidade dos carros nos bairros para 30 quilômetros por hora e pela criação de barreiras físicas que proporcionem segurança aos ciclistas nas rodovias muito movimentadas e com velocidade superior a 40 quilômetros por hora. “A mudança nem sempre se faz por consenso”, ressaltou Peñalosa, referindo-se à resistência dos motoristas que pressionam o poder público ao se depararem com medidas que visem diminuir o uso do carro nos centros urbanos.

Publicado em 28/04 por: Maiara Gonçalves

Anúncios

Written by danielbiologo2

abril 28, 2011 às 10:22 pm

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] Jurerê e Canasvieiras (o último a ser ampliado) contemplou apenas a pintura de ciclofaixas. Segundo usuários, no entanto, a sinalização não garante segurança. Nos primeiros seis meses do ano, oito […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: