danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Jacarezinhos……

leave a comment »

Jacaré do Papo Amarelo, leia aqui.

Quarta feira 30 de novembro, enquanto caminhava pela Av. Beira Mar Norte, reparava na enorme quantidade de lixo , plásticos, papéis, bitucas de cigarros e toda sorte de poluentes, jogados pelos caminhos do ser humano. Em um destes cursos d’água canalizados, percebi um movimento na superfície da água, ao me aproximar para ver, vi dois jacarezinhos. Resolvi então registrar este encontro a ao chegar um pouco mais perto verifiquei que um deles estava preso entre dois bambus com uma rede de nylon abandonada ali. Cheguei bem perto e enquanto um jacarezinho se debatia, o outro fugiu. Tenho que soltar o mesmo imediatamente, pensei.
Já me preparava para molhar os tênis naquele ” esgoto”  a céu aberto. Com cuidado observava ao redor para ter certeza que a mãe não estivesse perto, pois nessas horas seu territorialismo e proteção dos fihotes podem “desencadear” a agressividade do réptil. Consegui  um bastão em um comércio perto, puxei os bambus com a rede de nylon enrolada e no meio disto tudo o Jacarezinho, quase enforcado. Puxei meu canivete, sempre bem afiado, e com cuidado redobrado para não machucar o Jacarezinho e nem levar uma mordida, comecei a cortar a rede, bastante enrolada no animal e cortando fio por fio com o Jacaré se debatendo (assustado, é lógico) a sensação do tempo parecia interminável, mesmo tendo sido um trabalho de alguns minutos.
Solto!
Observei e vi que estava bem, e após ter certeza que ele poderia prosseguir sua ” sobrevivência” em um ambiente poluído e cada vez com menos espaço, soltei no mesmo local. Depois de relatar para alguns amigos, me disseram porque não soltei ele do outro lado da avenida, por estar o remanescente do Manguezal do Itacorubi. Assim como comecei este relato dizendo que eram dois filhotes, pode ser que a mãe estivesse nas proximidades e mesmo que nâo estivesse, pode parecer coisa de Biólogo mas, tenho certeza, o outro Jacarezinho ficou, estava junto com o “irmão” mesmo estando livre.
Quem me diz que o instinto animal não possui solidariedade e porque não “amor” também?
Soltei o Jacaré no mesmo local e que rapidamente nadou até se esconder na vegetação.

Fica a pergunta:

Como queremos ter sustentabilidade ambiental, assim?
Poluindo, destruindo habitats, matando a Fauna e Flora, etc….

Jacaré do Papo Amarelo, enrolado em plástico, leia aqui.

Nota no jornal do dia 22 setembro de 2009leia aqui.

Anúncios

Written by danielbiologo2

novembro 30, 2011 às 8:19 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: