danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Archive for março 2012

“Mudança nem sempre se faz por consenso”

leave a comment »

Um dos maiores especialistas em promoção do uso da bicicleta no mundo, o diretor-executivo da 8-80 Cities, do Canadá, Guillermo Peñalosa, fechou o Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana em Florianópolis com a palestra gratuita “Bicicleta – da Recreação à Cidadania”. A 8-80 Cities é uma organização que trabalha pelo incentivo das caminhadas e pedaladas em todos os lugares públicos. Na filosofia da 8-80, uma criança de 8 anos e um idoso de 80 anos precisam ter as mesmas condições e oportunidades de caminhar e andar de bicicleta pela cidade como tem um adulto de 30 anos. Se assim o for, é porque a cidade oferece uma boa mobilidade à população.

“Desenvolver estruturas para pedestres e ciclistas é demonstrar respeito perante os cidadãos”, afirmou Peñalosa. Segundo ele, a estruturação da malha cicloviária nas cidades passa obrigatoriamente pela diminuição da velocidade dos carros nos bairros para 30 quilômetros por hora e pela criação de barreiras físicas que proporcionem segurança aos ciclistas nas rodovias muito movimentadas e com velocidade superior a 40 quilômetros por hora. “A mudança nem sempre se faz por consenso”, ressaltou Peñalosa, referindo-se à resistência dos motoristas que pressionam o poder público ao se depararem com medidas que visem diminuir o uso do carro nos centros urbanos.

Publicado originalmente no NDonline em 28/04/2011 , clique sobre o título abaixo para ler a notícia;

Fórum sobre Mobilidade Urbana em Florianópolis termina com baixa participação de autoridades

Evento internacional contou com especialistas mundiais que trataram sobre sistemas de transporte coletivo, uso do carro e ciclovias

Written by danielbiologo2

março 26, 2012 at 6:31 pm

Grande Demanda Reprimida de “Ciclistas”.

leave a comment »

Promover mobilidade e sustentabilidade nas cidades com o incentivo ao uso da bicicleta também ganhou destaque nas palestras de quarta.
Há uma demanda reprimida de pessoas que gostariam de deixar o carro em casa para ir ao trabalho ou universidade de bicicleta, mas as pessoas têm medo de pedalar por causa da velocidade dos automóveis e da falta de ciclovias”, alertou o presidente da ViaCiclo (Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis), Daniel de A. Costa.

Complementando a frase aqui publicada, Ciclovias e Ciclofaixas são importantes mas, fundamental é o compartilhamento das ruas com a redução das velocidades permitidas aos automotores. Cidades com maior número de Bicicletas nas ruas, apresentam uma melhor qualidade de vida (é fato).

Publicado originalmente no NDonline em 28/04/2011 , clique sobre o título abaixo para ler a notícia;

Fórum sobre Mobilidade Urbana em Florianópolis termina com baixa participação de autoridades

Evento internacional contou com especialistas mundiais que trataram sobre sistemas de transporte coletivo, uso do carro e ciclovias

Written by danielbiologo2

março 26, 2012 at 6:09 pm

Publicado em Uncategorized

Ponte Hercílio Luz…

leave a comment »

O governo conseguiu autorização para captar R$ 64,5 milhões para a Ponte Hercílio Luz. Quando ficar pronta, para qual fim ela deve ser utilizada?

“Cidades para as pessoas, assim deve ser.”

A Ponte Hercílio Luz para as pessoas

Ponte Hercílio Luz … para as pessoas !!!

Audiência Pública sobre a Ponte Hercílio Luz.

III Seminário Ponte Hercílio Luz

Se a Inteligência prevalecer…

Written by danielbiologo2

março 24, 2012 at 12:32 pm

Punir para educar !!!

leave a comment »

94% dos chamados “acidentes”, na verdade são sinistros de trânsito, em decorrência da Imprudência e Irresponsabilidade de uma parcela individualista e egoísta da Sociedade, ou seja, muitas mortes e outros poderiam ser evitados.

Multar e Punir fortemente para Educar, é o jeito! 

Para ler o editorial, clique aqui.

Written by danielbiologo2

março 22, 2012 at 8:47 am

Publicado em Publicado por aí...

Pela Vida

with 3 comments

20 de março de 2012 | Publicado no Diário Catarinense

EDITORIAIS

Pela vida

No último final de semana, que anunciou o final do verão e, com ele, o da temporada de sol e mar em Santa Catarina, foram registradas sete mortes em acidentes de trânsito nas rodovias federais e estaduais que recortam o Estado. Na comparação com outros registros recentes, o número ficou abaixo do usual, embora atrás de cada um desses óbitos se ocultem dolorosos dramas humanos e familiares. Ele reforça, também, a assustadora estatística que aponta Santa Catarina, que ocupa apenas 1,1% do território do país, como o Estado vice-campeão nacional de óbitos no trânsito em relação ao tamanho da frota circulante.

No entanto, é de justiça reconhecer que, no decorrer da alta temporada de turismo, foi realizado um esforço conjugado da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que reforçaram o patrulhamento nas rodovias sob suas respectivas jurisdições, esforçaram-se para retirar das estradas veículos sem condições e motoristas infratores, aplicando com severidade as disposições do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e demais leis e regulamentos referentes. Cabe esperar que essas ações, que certamente hão de ter salvado muitas vidas na chacina do asfalto, não esmoreçam com o final da temporada. Cada vida poupada justiça à plenitude o investimento realizado na mobilização de recursos humanos e equipamentos para tanto.

Chega a ser um truísmo dizer que a impunidade estimula a transgressão. E impende lembrar, sempre, que a irresponsabilidade e a imprudência dos condutores de veículos dão causa a quase todos os acidentes de trânsito (mais de 94%, segundo os registros): excesso de velocidade, ultrapassagens proibidas ou de risco e, com frequência cada vez maior, casos de embriaguez ao volante. Constata-se, agora, ser crescente a participação de motos neste ritual de mortes e mutilações que se processa, em escala quase industrial, na malha viária e nas vias urbanas do Estado.

Aos infratores, a mão pesada da lei, em nome da vida.

Written by danielbiologo2

março 20, 2012 at 10:00 am

Publicado em Textos recebidos

Hora do Planeta 2012

leave a comment »

O QUE É?

A Hora do Planeta é um ato simbólico, promovido no mundo todo pela Rede WWF, no qual governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando as suas luzes durante sessenta minutos.

QUANDO?

Sábado, dia 31 de março, das 20h30 às 21h30. Apague as luzes e participe da Hora do Planeta 2012.

ONDE?

No mundo todo e na sua cidade, empresa, casa… Em 2011, mais de um bilhão de pessoas em todo mundo apagaram as luzes durante a Hora do Planeta.

http://www.wwf.org.br/participe/hora_do_planeta_2012/

Written by danielbiologo2

março 19, 2012 at 1:02 am

Publicado em Textos recebidos