danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Archive for outubro 2012

“Assassinos” em potencial soltos e impunes!

with 3 comments

Meu domingo não saiu como planejado. Meu plano era sair cedo, ir até São José assistir a largada da prova “Caminhos da Fé” promovida pela ACORSJ/Trilhasbr, ver a galera e pedalar um pouco por lá, depois caçar um almoço pelo caminho e depois ir até a base aérea ver a esquadrilha da Fumaça.

O que aconteceu?

Acordei 4h, preparei meu veículo, comi um pão e tomei um café, 5;30 estava na SC 406, chegando na Osni Ortiga na Lagoa da Conceição…de repente escuto motores com o giro lá em cima, grudei na faixa branca e comecei a andar em cima dos tachões (não existe acostamento na maior parte das vias de Floripa). O ronco dos motores aumentaram em segundos, passaram ao meu lado dois carros em altíssima velocidade, lado a lado, um na contramão, parecia um racha ou uma disputa de “masculinidade motorizada”. Senti o deslocamento do ar, e definitivamente me assutou, só o vento me desquilibrou, fui para o inexistente acostamento, esburacado e cheio de areia fofa, se estivesse de speed seria um tombo na certa. Assumo sem vergonha, fiquei com medo, não acreditei como ambos os carros desapareceram tão rápido, demonstrando a absurda velocidade que estavam andando nas vias urbanas,
Depois ocorrem os sinistros de trânsito e insistimos em chamar de acidente!

Voltei para casa, ainda escuro, desisiti de continuar, estava assustado de verdade e pensando;
Acho que vou ler no jornal que ocorreu um “acidente” envolvendo dois carros que disputavam um racha, e os motoristas embriagados foram salvos pelos air-bags, mas oito jovens que aguardavam no ponto de ônibus, foram atingidos. Três morreram na hora, cinco estão em estado grave no hospital.
-Os motoristas foram liberados após pagar uma mixaria de fiança e se recusaram a fazer teste do bafômetro.
A Polícia “suspeita”, que estavam embriagados pois foram encontrados nos carros, vasilhames vazios de bebida alcoólica.

(texto em marrom itálico fictício baseado em noticias reais veículadas quase todos os dias nos periódicos de Santa Catarina)

Após ficar em casa, arrumando e fazendo faxina (não sou bom nisso), lá pelo meio dia resolvi sair para espairecer um pouco. Fui até o centrinho da Lagoa, onde fiquei pedalando e conversando com diversos amigos que ia encontrando no caminho.
Fui até a Joaquina, pensei em dar uma caminhada na praia, mas não quis levar a Bicicleta para não encher a mesma com areia da praia. Fiquei por uns dez minutoa olhando as ondas, para em seguida retornar.
Na Av. das Rendeiras toda congestionada pelo excesso de carros, eu passava quase livre, se não fosse uma parcela de MALtoristas que não sabem ocupar o espaço devido na rua. Nesta via enquanto passava quase fui atingido por uma guria que falava ao celular e veio para o lado, se eu não dou um grito seria bem provável que ela atingisse o carro na outra faixa! Parei ao seu lado pois nem tinha como passar e dise para ela;
-Nada justifica isso, não deves dirigir e falar ao celular, vistes que quase cometes um sinistro de trânsito? Ela meio assustada, deu um sorriso amarelo e depositou o celular no console central do seu carro.

Voltei para o centrinho da lagoa, fui até a Ponta das Almas, ver a galera do Kite-surf e depois fui até a Igreja da Lagoa, dei mais umas pedaladas e retornei pela rua Osni Ortiga, desta vez sem problemas apesar que muitos motoristas ignoram o bom senso e o CTB, ultrapassando sempre em velocidade e muito perto do meu veículo.

Parei na padaria para um lanche/janta, não pedalei o planejado mas, pedalei um pouco, 30Km, pela lagoa da Conceição, e assim passou mais um domingo!


Como diria meu amigo Audálio; -PEDALEI !!!

Anúncios

Written by danielbiologo2

outubro 14, 2012 at 11:47 pm

Publicado em Pedalando por aí...

Por isso tem sangue e morte na Osni Ortiga….

with 2 comments

Sou usuário frequente desta via, faço ela a pé e de Bicicleta quase que diariamente e o risco de morte pelo mal e mau uso dos motorizados é real e constante. Nesta foto observamos uma ultrapassagem com faixa dupla, na curva e em alta velocidade. depois ocorrem os sinistros de trânsito e insistimos de chamar de acidentes?
Temos até uma curva chamada de curva da morte, deveria mudar o nome para motoristas de morte, pois não é curva o problema, é a irresponsabilidade, incompetência, imprudência aliadas a impunidade que refletem nesse péssimo comportamento de uma parcela de motoristas.

 E aqui uma camionete em altíssima velocidade ultrapassa com faixa dupla e tachões, sem nenhum tipo de responsabilidade, pior é que temos muitos ignorantes que saem impunes  destas infrações. Se realmente queremos dar um basta as mortes em nosso trânsito, precisamos de fiscalização constante e muitas que se façam sentir bo bolso, só assim conseguiremos educar estes “assassinos” em potencial!!!

Outro gravísimo problema, com muito mais intensidade aos finais de semana, é o número de embriagados que transitam pelas ruas de Floripa e na Osni Ortiga não seria diferente. Em apenas uma caminhada por sua extensão verifica-se a enorme quantidade de latas e garrafas de bebidas alcoólicas atiradas na via e até dentro da Lagoa, como já pude presenciar. Aliás em uma segunda feira as 6h enquanto eu caminhava, um carro passou e atirou uma garrafa pela janela (segunda foto canto superior esquerdo).


Toda sorte de ignorância, imprudência, irresponsabilidade é verificada nesta via e em outras vias de Floripa, simplesmente pela “certeza”da impunidade. A própria via já tem um elevado e absurdo limite de velocidade por ser uma via com grande fluxo de pedestres e ciclistas, que não são muitos mais, pelo medo real que o extremo mal e mau uso dos motorizados confere a esta via. Os sinistros de trânsito são frequentes, mortes também e mesmo assim com todos o derespeito as regras de trânsito e bom senso, insistimos em chaamar de acidentes!

Por favor, ao encontrar com os integrantes mais vulneráveis do trânsito. ou seja pedestres e ciclistas, respeitem os mesmos.
Por favor, quando encontrar um ciclista na sua frente, ultrapasse afastado e em baixa velocidade, de forma a garantir a integridade física do mesmo.

Faço este pedido em virtude das constantes ameaças (são sim, tentativas de homicídio)  que recebo por irresponsabilidade e imprudência de motoristas que insistem em achar que só os carros e motos tem direito de transitar nas ruas e vias de nossas cidades, além de estar quase sempre em excesso de velocidade.

Motorista, tua vida, minha vida, nossas vidas agradecem.

Lagoa da Conceição está quase morta!

leave a comment »

  
Apenas para ilustrar, aliás, sim isso me incomoda por isso publico aqui, quem sabe a “Sociedade acorde” e as coisas melhorem?

O que está acontecendo?
A Mata Atlântica, do entorno da Lagoa, que deveria reter quase todo o material carreado pelas chuvas, no chão da Floresta, não consegue mais realizar esta função, pois foi quase totalmente suprimida das margens. Atualmente este material todo vai para o fundo da Lagoa da Conceição na Ilha de Santa Catarina/Florianópolis/SC/Brasil.

Nas fotos, é facilmente comprovado o grave problema que a Lagoa vem sofrendo, qualquer chuva, fraca ou forte, carrega toneladas de material para dentro do corpo d’água assoreando a Lagoa. Além disso temos a contribuição em grande escala da drenagem urbana lançada diretamente na lagoa e claro uma enorme quantidade de esgoto que contribuem de forma muito agressiva com o Boom de algas causando o desequilibrio do ecossistema.

Se houvesse o respeito com a Natureza e seus ciclos, a margem no entorno da Lagoa deveria ter no mínimo 100 metros, coberta com a Mata Atlântica e com certeza a Lagoa estaria viva e saudável. Mas não, o homem individualista egoísta, constrói sobre as Áreas de Preservação Permanente, e ainda diz:
-eu adoro a Natureza, tanto é que vim morar perto (em cima) dela!!!???

Enquanto a espécie humana continuar a ignorar a Natureza e seus ciclos, dos quais ele é parte integrante e dependente, nossa Qualidade de Vida só irá piorar!

Eu cuido da minha casa, jogo o lixo lá na Lagoa !!!

Lagoa e Safenas…

Ratão do banhado…

Lagoa da Conceição…

 A Lagoa da Conceição está quase morta!!!

Written by danielbiologo2

outubro 6, 2012 at 1:21 pm

Propaganda arrebenta típano = falta de respeito

leave a comment »

Arrebenta tímpano

Tempo de campanha é teste para os ouvidos. Todos os alto-falantes do mundo saem às ruas para infernizar as aurículas da humanidade. Se há uma lei que não pegou é aquela que se dispõe a providenciar um mínimo de silêncio. Ou a que disciplina a utilização comercial dos serviços de alto-falantes.

Qualquer maluco arruma um carro velho com uma “trombeta-amplificadora” em cima e anuncia de tudo: do candidato a vereador do bairro a sabão em pó; do amolador de facas e tesouras à limpeza de fossas; de detergente milagroso ao Bailão do Albino, “o vanerão da periferia”.

O ouvido do próximo é, na opinião desses mascates, um imenso penico. E haja titica sonora!

Moro num bairro tranquilo, o Córrego Grande. Mas de vez em quando sou acordado por uma das peças mais irrelevantes – e mais executadas – de Ludwig van Beethoven, o Für Elise (Para Elise), um simples interlúdio, que soa como uma composição infantil.

É o caminhão do gás, anunciando o seu produto. Outros virão. Uma van apregoando comida congelada; um “berrador” alardeando produtos de limpeza e brilho para os seus móveis…

Logo entra em ação uma Kombi com os decibéis descontrolados: essa turma não paga imposto para azucrinar a sua vida.

– Amaciante de roupas! Água sanitária! Desinfetante eucalipto! Desinfetante floral! Detergente maçã, limão e pinho! Pazinha plástica para o seu lixo! Papel higiênico Pétala de Rosa – Você se limpa e ainda fica todo prosa!

Na tentativa de abreviar aquele suplício, pois a van dava mostras de querer vender no berro todo o seu estoque, estacionada ao lado da minha casa, saí para negociar com o próprio “terrorista do som”:

– Olha, tô comprando aqui uma meia dúzia desses seus produtos, inclusive o papel higiênico Pétala de Rosa, mas sob uma condição: “Não dá pro amigo berrar noutra freguesia?

A resposta foi o aumento do volume, pois o sujeito confessou não ter controle sobre a fita, tudo já gravado num track que não permitia sequer o controle dos decibéis.

– Desodorante tamanho família! Compre também o nosso limpa-vidro, “o sabonete líquido dos seus sonhos”! Limpa-tudo, até a gordura da cozinha!

Daria qualquer quantia – se a tivesse no bolso –, talvez até uma daquelas propinas que certos políticos adoram receber, em troca de ter os ouvidos poupados por essa máquina diabólica.

1 de outubro de 2012 | Diário Catarinense

SÉRGIO DA COSTA RAMOS

Written by danielbiologo2

outubro 1, 2012 at 6:54 pm

Publicado em Textos recebidos