danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Propaganda arrebenta típano = falta de respeito

leave a comment »

Arrebenta tímpano

Tempo de campanha é teste para os ouvidos. Todos os alto-falantes do mundo saem às ruas para infernizar as aurículas da humanidade. Se há uma lei que não pegou é aquela que se dispõe a providenciar um mínimo de silêncio. Ou a que disciplina a utilização comercial dos serviços de alto-falantes.

Qualquer maluco arruma um carro velho com uma “trombeta-amplificadora” em cima e anuncia de tudo: do candidato a vereador do bairro a sabão em pó; do amolador de facas e tesouras à limpeza de fossas; de detergente milagroso ao Bailão do Albino, “o vanerão da periferia”.

O ouvido do próximo é, na opinião desses mascates, um imenso penico. E haja titica sonora!

Moro num bairro tranquilo, o Córrego Grande. Mas de vez em quando sou acordado por uma das peças mais irrelevantes – e mais executadas – de Ludwig van Beethoven, o Für Elise (Para Elise), um simples interlúdio, que soa como uma composição infantil.

É o caminhão do gás, anunciando o seu produto. Outros virão. Uma van apregoando comida congelada; um “berrador” alardeando produtos de limpeza e brilho para os seus móveis…

Logo entra em ação uma Kombi com os decibéis descontrolados: essa turma não paga imposto para azucrinar a sua vida.

– Amaciante de roupas! Água sanitária! Desinfetante eucalipto! Desinfetante floral! Detergente maçã, limão e pinho! Pazinha plástica para o seu lixo! Papel higiênico Pétala de Rosa – Você se limpa e ainda fica todo prosa!

Na tentativa de abreviar aquele suplício, pois a van dava mostras de querer vender no berro todo o seu estoque, estacionada ao lado da minha casa, saí para negociar com o próprio “terrorista do som”:

– Olha, tô comprando aqui uma meia dúzia desses seus produtos, inclusive o papel higiênico Pétala de Rosa, mas sob uma condição: “Não dá pro amigo berrar noutra freguesia?

A resposta foi o aumento do volume, pois o sujeito confessou não ter controle sobre a fita, tudo já gravado num track que não permitia sequer o controle dos decibéis.

– Desodorante tamanho família! Compre também o nosso limpa-vidro, “o sabonete líquido dos seus sonhos”! Limpa-tudo, até a gordura da cozinha!

Daria qualquer quantia – se a tivesse no bolso –, talvez até uma daquelas propinas que certos políticos adoram receber, em troca de ter os ouvidos poupados por essa máquina diabólica.

1 de outubro de 2012 | Diário Catarinense

SÉRGIO DA COSTA RAMOS

Anúncios

Written by danielbiologo2

outubro 1, 2012 às 6:54 pm

Publicado em Textos recebidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: