danielbiologo2

Just another WordPress.com site

Mosaico da Mobilidade Urbana.

leave a comment »

03 de dezembro de 2013

Neste primeiro de dezembro de 2013, pedalando por Floripa, continental e insular, observava mais uma vez porque nossa cidade é considerada uma das piores do planeta terra no quesito mobilidade urbana.O transporte coletivo já tem poucos horários durante os dias úteis, finais de semana e feriados são reduzidos ao extremo, inclusive com a eliminação de várias linhas. Assim grande parte da população fica sem opção transporte.
Aqueles que possuem um carro, acabam saindo com eles, mas como estamos no final de semana o fluxo é bem menor e não percebi grandes congestionamentos. Mas senti a falta de preparo de muitos motoristas que transitam em altas velocidades, mesmo ao me ultrapassar, desrespeitando os Art. 201 e 220 do CTB.
De Bicicleta passei pela Lagoa da Conceição, Itacorubi, centro, Beira Mar Norte, Estreito, Itaguaçu (ciclofaixa de domingo), José Mendes e outras áreas de Floripa. Me chamou a atenção que as poucas áreas verdes, praças e parques urbanos tinham bastantes pessoas, famílias utilizando o espaço para conviver, ou seja, uma cidade deve possuir muitos parques e áreas públicas (Floripa é carente em áreas deste tipo) e isto também é mobilidade urbana, pois evitamos grandes deslocamentos para que as pessoas tenham lazer ou áreas de convivência, sendo esta última princípio básico de uma cidade.

Aqui nas primeiras linhas afirmei  que o transporte público é literalmente inexistente aos finais de semana e, hoje era domingo, comprovando que assim estamos estimulando o uso do transporte individual motorizado. Temos ainda um profundo desrespeito com as regras de trânsito, desde o estacionamento irregular até as altas velocidades permitidas aos motorizados de transitar pelas ruas e vias da cidade, que afugentam e cria uma demanda reprimida de mais de 70%  (pesquisa realizada pela RBS e instituto MAPA) das pessoas que querem e gostariam de usar a Bicicleta em seus deslocamentos pela cidade.

A Mobilidade Urbana é a possibilidade do cidadão optar e escolher o modal para seu deslocamento, priorizando o transporte ativo, seja caminhando ou pedalando, o transporte coletivo, a integração entre estes e por último a utilização do motorizado particular.

O que pretendo dizer nesta postagem?
Pedalando por Floripa, percebendo a cidade, sua geografia e sua população, verificamos que a mobilidade é um “mosaico” formado pelos modais de transporte, infraestrutura viária e urbana, regras e educação, neste sentido afirmo com toda certeza que a Bicicleta é uma peça fundamental e o caminhar é imprescindível para realmente começar a conferir mobilidade para as pessoas, inclusive estando de acordo com o Plano Nacional de Mobilidade Urbana onde diz que a prioridade é o transporte ativo.
Ou seja, precisamos inverter a lógica atual que prioriza o transporte individual motorizado em detrimento do fluxo de veículos e pessoas na cidade. Precisamos devolver a cidade para as pessoas, “Cidades para as pessoas“.

No mosaico da mobilidade, a Bicicleta é uma pedra fundamental!
mosaicoleg

Publicado originalmente no blog Ciclos de Vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: